Inverno: bebida quente requer água tratada nos estabelecimentos – iCrowdNewswire
 
x

RSS Newsfeeds

See all RSS Newsfeeds

Jul 13, 2018 6:00 PM ET

Subject to Terms of Use.

Inverno: bebida quente requer água tratada nos estabelecimentos

iCrowdNewswire - Jul 13, 2018

Com os dias mais frios, nada melhor do que logo pela manhã passar em algum lugar para tomar um café ou chá bem quente. O mesmo pode acontecer no fim da tarde ou ainda à noite, para saborear uma sopa, por exemplo. Isso costuma ser bastante comum no inverno, pois com as temperaturas mais baixas as pessoas buscam meios de se aquecer, o que além de ser prazeroso para o cliente, movimenta as vendas dos estabelecimentos deste ramo. Porém, para que seja oferecida uma bebida quente de qualidade é preciso que o responsável esteja atento a uma série de questões importantes que envolvem todo o processo de produção. A água é a principal matéria-prima para preparar várias bebidas e precisa ser devidamente tratada.

Para os estabelecimentos que comercializam produtos alimentícios, a água é fundamental direta e indiretamente. Embora esteja frio, um exemplo clássico de sua importância é o gelo, composto por 100% desse bem. Voltando ao menu de bebida quente, o clássico café leva cerca de 98% de água e as bebidas gaseificadas 83%, sem contar as sopas e molhos, em que a quantidade pode chegar até 80%. Dado isto, percebe-se a necessidade de possuir um bom sistema de tratamento de água, que seja capaz de garantir a qualidade dos produtos e a satisfação do cliente.

A Asstefil , especialista no desenvolvimento e comercialização de equipamentos para tratamento de água e filtragem , explica que esse processo varia de acordo com os estabelecimentos e pode envolver desde uma simples retenção de partículas até a redução de sais minerais. “A melhor forma de descobrir qual o método mais adequado a ser utilizado é consultando profissionais especializados. O próximo passo é fazer a aquisição de filtros específicos para a necessidade identificada, o que será determinante na qualidade do que é servido”, finaliza. Seguindo esse procedimento, o sabor da bebida quente muda, além de minimizar possíveis problemas de saúde. Outra vantagem é que a água filtrada contribui para que os utensílios utilizados na preparação tenham maior vida útil, uma vez que evita que o acúmulo de sujeira presente nela fique em seu interior.

Investir em bons produtos para a preparação do cardápio dos estabelecimentos é fundamental, mas não a única estratégia para comercializar um item com qualidade incomparável. É preciso estar atento ao bom atendimento, a facilidade de localização, oferecer benefícios e facilidades e se preocupar com questões que, embora a princípio pareça não ter tanta importância, podem ser as razões do diferencial, como o tratamento da água. Comprar apenas produtos de qualidade e deixar de lado a água utilizada na preparação da bebida quente não é suficiente. A falta de cuidados pode resultar em um sabor e odor desagradáveis, afastando a clientela.

Os efeitos negativos da água não tratada na preparação da bebida quente são vários. O cloro, por exemplo, oxida os aromas e óleos, aumentando a acidez do produto. Isso ocorre porque se cria um subproduto, o que causa um sabor diferenciado. Outra consequência é a dureza elevada, que faz com que os óleos presentes sejam liberados, o que resulta em uma mancha na superfície da bebida. Assim, manter em dia o tratamento da água faz muita diferença e pode inclusive ajudar a alavancar o movimento dos estabelecimentos.

Website: https://www.asstefil.com.br/

Via iCrowdNewswire
Tags: Wire
View Related News >