iCrowdNewswire
Spain Brazil Russia France Germany China Korea Japan

Artificial Intelligence driven Marketing Communications

May 17, 2019 8:00 PM ET

Corretores posturais: uso indevido pode ser prejudicial para a coluna


iCrowd Newswire - May 17, 2019

A cada dia que passa, mais brasileiros sofrem com algum tipo de dor crônica (ou seja, que persiste por mais de três meses). Cerca de 40% da população tem algum problema do tipo, sendo que sua maioria é formada por mulheres das regiões Sul e Sudeste, com uma média de idade de 41 anos. Os dados são da SBED (Sociedade Brasileira para Estudo da Dor).

Dor persistente leva pessoas a procurarem tratamentos por conta própria

Os corretores posturais, encontrados geralmente em forma de coletes e camisetes, costumam ser feitos a partir de elastano, Neoprene e também podem contar com preenchimento com imãs. Essas peças prometem auxiliar de forma definitiva na correção e alinhamento da postura para evitar dores lombares e na coluna. Esta, especificamente, atinge mais de 80% da população, segundo dados da Organização Mundial da Saúde – OMS.

Os fabricantes costumam indicar o uso diário da peça, seja durante as atividades rotineiras, seja na prática de exercícios físicos, fazendo desuso apenas no período da noite. Por outro lado, não é mencionado na embalagem do produto que o uso prolongado de coletes pode causar efeito rebote, isto é, o enfraquecimento da musculatura e consequente piora nos sintomas, levando a mais dor.

Os riscos dos corretores posturais

Pessoas que não tem uma boa postura, além de não saberem como se sentar de forma correta, sofrem também de retrações musculares (muitas vezes associadas ao sedentarismo). Somado a isso, o uso de corretores ou qualquer outra estrutura externa capaz de forçar a coluna automaticamente coloca os músculos em repouso, o que acaba atrofiando a musculatura.

O uso indiscriminado de coletes e camisetes corretores pode causar efeitos difíceis de reverter, principalmente se a pessoa já tiver mais de 40 anos e utilizar a estrutura por mais de três semanas. No pior dos casos, corre-se o risco de ter uma lesão agravada, ou mesmo prejudicar as articulações. O uso desses produtos enfraquece também os músculos da barriga, sobrecarregando a lombar.

Uso de coletes deve ser indicado por especialista

Os fisioterapeutas explicam que o uso de coletes e outros equipamentos ergonômicos é comparável ao uso de aparatos de imobilização, como o gesso e as talas para lesões. Como boa parte das pessoas sabe, sempre que uma imobilização é feita para tratamento de fratura, é preciso lidar com certo grau de atrofia após o tratamento. A mesma coisa acontece com os coletes. Eles tiram do corpo os estímulos diários que levam os músculos a reagir e se fortalecer.

Por isso, qualquer tentativa de tratamento para dor já existente, ou mesmo para prevenção contra dores de coluna, deve partir de um profissional de fisioterapia. A opinião de um fisioterapeuta é fundamental para saber qual a melhor abordagem para tratar dores e outros problemas na coluna.

Alternativa para tratamento da dor

A SM Care é uma clínica de fisioterapia para coluna especializada em dores nas costas e problemas similares, sendo amplamente capacitada para tratar problemas, disfunções ou incômodos recém-identificados. Conte com os profissionais da SM Care para saber qual o melhor tratamento para o seu caso e navegue pelo site para conhecer mais sobre a clínica.

Website: http://www.smcare.com.br/






iCrowdNewswire




Tags:    Wire, Portuguese