iCrowdNewswire
Spain Brazil Russia France Germany China Korea Japan

Artificial Intelligence driven Marketing Communications

May 17, 2019 3:20 PM ET

Antes de descartar, vale a pena “reaproveitar”


iCrowd Newswire - May 17, 2019

O reaproveitamento de resíduos sólidos é, cada vez mais, uma necessidade para a manutenção dos ecossistemas, e a qualidade de vida nos centros urbanos é influenciada diretamente pela sua correta gestão.

Segundo a última pesquisa Nacional de Saneamento Básico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são recolhidas no Brasil cerca de 180 mil toneladas diárias de resíduos sólidos. O rejeito é resultante de atividades de origem urbana, industrial, de serviços de saúde, rural, especial ou diferenciada. Esses materiais gerados nessas atividades são potencialmente matéria prima e/ou insumos para produção de novos produtos ou fonte de energia. Mais da metade desses resíduos é jogado sem qualquer tratamento em lixões a céu aberto. Com isso, o prejuízo econômico passa dos R$ 8 bilhões anuais.

No Brasil, o custo contratual para disposição de resíduos sólidos está em média R$ 43,60 por tonelada e o custo por dia  com o descarte legal dos resíduos sólidos urbanos é de R$ 11.212.850,42, dados obtidos do antigo Ministério das Cidades.

Para mobilizar uma reflexão sobre as questões ambientais e sobre o consumismo, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência, e a Cultura) instituiu o dia de hoje, 17 de maio, como o Dia Internacional da Reciclagem.

O conceito de reciclagem é bem simples e o termo está bem popularizado, mesmo porque é uma ação que deve ser de conhecimento de todos os cidadãos. A reciclagem trata-se de reutilizar e reaproveitar determinado material que seria descartado e transformá-lo em matéria-prima para criação de novo produto.

“Mais que reciclar o ideal é reutilizar. O que para muitos é considerado rejeito, pode ser reaproveitado como insumo por outros. O objetivo da reutilização é prolongar a vida do item ou material. Na reutilização de materiais é possível, por exemplo, doar peças de madeira  que não são mais úteis para você, para alguém aproveitá-la da maneira que desejar. Reutilizar evita a repetição de ciclos de produção e nova geração de poluentes”, explica Anísio Gonçalves, diretor do Revi, portal criado com o objetivo de facilitar e incentivar a reutilização de materiais e resíduos sólidos.

O Portal Revi é uma plataforma que foi criada para incentivar e facilitar a adoção do reuso como prática sustentável. “Vamos aproximar quem deseja descartar  um material de quem pode aproveitar este insumo. Por meio do Revi, cidadãos e empresas podem contribuir de forma simples e rápida com práticas sustentáveis”, pontua.

No site é possível anunciar diversos tipos de materiais desde alumínio, metal, madeira, sobras de pisos e azulejos, até revistas, livros, aparas de papel, tecidos entre outros, desde que possam ser aproveitados por alguém.  Para anunciar o material desejado, basta criar uma conta e cadastrar os objetos que gostaria de descartar. Se o material for útil para alguém, o interessado deixará o contato para a retirada do insumo ser combinada. É simples, prático, rápido e gratuito.Anísio Gonçalves destaca que a preocupação com o meio ambiente e a sociedade deve ser compartilhada por todos. “Somos, sem distinção, completamente dependentes dos recursos que a natureza nos oferece. O descarte inadequado de resíduos deve ser combatido por todos nós.”Para conhecer os diferenciais do Revi e adotar uma atitude sustentável Acesse o site https://www.revi.com.br/ e conheça a plataforma.

Website: https://www.revi.com.br/






iCrowdNewswire




Tags:    Wire, Portuguese