iCrowdNewswire
Spain Brazil Russia France Germany China Korea Japan

Artificial Intelligence driven Marketing Communications

May 15, 2019 3:20 PM ET

De cada seis lojas de e-commerce, uma está desprotegida, aponta estudo encomendado pela Serasa Experian


iCrowd Newswire - May 15, 2019

O Dia das Mães é uma das datas mais movimentadas do varejo no Brasil e quem comprou o presente pela internet correu o risco de ter seus dados expostos. Isso porque a cada seis lojas de e-commerce, uma ainda não possui certificado de segurança para proteção de dados, segundo estudo encomendado pela Serasa Experian e realizado pela BigData Corp. O número representa 16,4% dos e-commerces, dentre os cerca de 920 mil disponíveis online. Estes endereços não possuem o certificado de segurança (SSL – Secure Socket Layer), que promove uma conexão segura utilizando a criptografia entre o servidor e os dados trafegados, o que evita o roubo de dados durante a transação.

Apesar disso, o estudo revelou também que houve melhora no volume de lojas de e-commerce que buscaram o certificado de segurança. Segundo o levantamento dos dados de abril deste ano, 83,6% das lojas online já contam com o SSL, o que representa aproximadamente 750 mil endereços. Para se ter uma ideia, a representatividade deste número em agosto de 2018 era 79,9%. Atualmente, a internet brasileira tem mais de 23 milhões de sites, considerando todos os segmentos – e-commerce, blogs, notícias, governo, entre outros O número inclui, também, os sites inativos.

“Os brasileiros estão acostumados a comprar em lojas online, mas ainda correm riscos ao buscar produtos em sites desprotegidos. É importante estar atendo a isso e verificar se há cadeado na barra de endereço, ou se há um “s” após o http (https), indicando segurança, além da identificação de “seguro” e “não seguro” dada por alguns navegadores”, ensina Mauricio Balassiano, diretor de Certificação Digital da Serasa Experian.

Nesses períodos de grande movimento no varejo eletrônico é muito comum a tentativa de ataques por parte de hackers e cibercriminosos por meio do envio de e-mails falsos com ofertas mirabolantes e outras vantagens. “Fazer compras por meio das lojas virtuais sem dúvida é bastante prático, mas para evitar frustrações, convém tomar alguns cuidados bastante simples, mas muito importantes”, adverte Balassiano. Veja a seguir algumas dicas:

• Para verificar se o site é seguro, veja se ele está protegido por um Certificado Digital SSL, que identifica os servidores e protege as informações em tráfego entre o seu computador e o da loja. Para isso, basta observar alguns sinais simples. Veja se no browser há um cadeado fechado. Em caso positivo, clique em cima e verifique se o Certificado Digital SSL emitido está em nome da loja na qual você está comprando. Essa conferência pode ser feita no Selo de Segurança, que geralmente está no rodapé da página. Ao acessar o site, no endereçamento, verifique se o HTTP tem um S, ou seja, HTTPS. Essas providências garantem um ambiente seguro.

• Desconfie sempre de ofertas com preços muito abaixo do mercado e de última hora. E-mails com valores, promoções e vantagens muito especiais merecem total desconfiança. Nesses momentos, é muito comum que os cibercriminosos usem nomes de lojas bastante conhecidas para tentar invadir os dados do seu computador. Eles se valem de e-mails, SMS e réplicas de sites para tentar pegar informações e dados de cartão de crédito, senhas e informações pessoais do comprador, explica o diretor do Serasa Experian.

• Uma prática muito utilizada pelos golpistas no ambiente online é a de phishing. Os criminosos copiam as informações trocadas durante uma transação, dados como nome, endereço, CPF etc. Esses dados são coletados para fraude de identidade, que acontece quando dados de um consumidor são usados por terceiros para firmar negócios sob falsidade ideológica ou obter crédito sem a intenção de honrar os pagamentos.

• É importante, também, no caso de lojas desconhecidas e em caso de desconfiança, fazer uma pesquisa em sites dedicados à avaliação de lojas virtuais, como Reclame Aqui e e-Bit. Avaliar a reputação de uma loja é uma providência essencial a partir da experiência de outras pessoas.

• É importante também conferir as condições de entrega, tendo em vista a proximidade da data. O Dia das Mães, em movimento do comércio, só fica atrás do Natal. Por isso, é importante redobrar a atenção quanto à possibilidade de entrega do presente até a data, no próximo domingo. Na dúvida, opte por comprar noutra loja.

###

Você também lê esta notícia no site www.serasaexperian.com.br/sala-de-imprensa

Serasa Certificado Digital A Serasa Experian é a única autoridade certificadora do País que possui o selo RA 1000 do site Reclame Aqui, concedido a empresas que têm excelente relacionamento com seus clientes. A certificação digital ICP-Brasil é uma tecnologia que permite a identificação de pessoas físicas e jurídicas no ambiente eletrônico. Tem validade jurídica e confere a documentos e transações digitais a autenticidade, integridade, sigilo e atributos de não repúdio. A Serasa Experian promove a identidade digital como tecnologia efetiva para a desmaterialização dos processos, agilidade e praticidade, a serviço da sustentabilidade dos negócios. As identidades digitais podem ser regulamentadas como o e-CPF, e-CNPJ e NF-e, ou não regulamentadas, definidas de acordo com cada processo a ser utilizada.

Mais informações, acesse: www.certificadodigital.com.br/

BigData Corp.A BigData Corp. é a plataforma de dados líder no mercado de big data no Brasil e na América Latina, capturando conteúdo de mais de um bilhão de sites de todo o mundo e transformando esse conteúdo em informações relevantes para atender a empresas de todos os portes e segmentos. A empresa é brasileira, fundada em 2013, com escritórios no Rio de Janeiro (sede) e em São Paulo.

Conheça mais sobre a BigData Corp. acessando www.bigdatacorp.com.br

Website: http://www.bigdatacorp.com.br






iCrowdNewswire




Tags:    Wire, Portuguese