O papel da leitura na educação em Fisioterapia e Osteopatia – iCrowdNewswire
 
x

RSS Newsfeeds

See all RSS Newsfeeds

Jul 13, 2018 1:40 PM ET

Subject to Terms of Use.

O papel da leitura na educação em Fisioterapia e Osteopatia

iCrowdNewswire - Jul 13, 2018

Todos os profissionais, independente de sua área, têm uma grande responsabilidade com a leitura. Ler é essencial para sucesso em qualquer profissão, portanto é considerado o ponto central das políticas educacionais.

Em geral, o nível de leitura do Brasil frente aos países mais desenvolvidos é baixo (quase nulo), quando avaliado ao longo dos anos através de pesquisas como o PISA1 (Programa Internacional de Avaliação de Alunos, considerado mais importante programa educacional do mundo). Este programa foi aplicado a primeira vez no Brasil no ano 2000, classificando o país na posição 39°, entretanto o último resultado divulgado no ano 2015 rebaixou esta classificação para a posição de 59°. O PISA tem demonstrado a incapacidade de uma grande porcentagem dos alunos em reconhecer o tema central dos textos lidos, fato também visto no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A leitura melhora o vocabulário, a comunicação, a forma de ver e pensar o mundo, a capacidade de relacionar ideias para se produzir conhecimento. As pesquisas apontam que os salários estão diretamente relacionados ao nível de conhecimento do indivíduo, ou seja, quanto mais se estudou mais se ganha.

O papel do Professor e da Escola nesse contexto é fundamental. Educadores estimulam novos leitores. Em geral, somente a aula do professor não possibilita a construção completa do conhecimento, portanto a sala de aula é apenas a porta de entrada para um novo mundo. Aprender é poder confrontar as experiências próprias com as descritas pelos autores, elaborar novas ideias e rever conceitos.

Engajados desde 2005, na valorização do ensino em Fisioterapia e na especialidade de Osteopatia, professores da EBRAFIM2, Prof. Dr. Paulo Koeke e Prof. Dr. Bruno Moreno, desenvolveram uma moderna metodologia de ensino, complementando os ensinamentos de sala de aula com acesso a uma plataforma de estudos em formato EaD, permitindo aos estudantes aprofundar seus conhecimentos através da leitura de casos clínicos, artigos científicos, textos complementares de apoio, entre outras ferramentas.

Neste caso, os alunos podem explorar vivencias de outros autores, guiados por um sistema educacional moderno, rico em conteúdo e constantemente atualizado.

Uma ótima leitura!

1O Pisa é aplicado a cada 3 anos para jovens na faixa de 15 anos – http://portal.inep.gov.br/pisa.2 Escola Brasileira de Fisioterapia Manipulativa – www.ebrafim.com

Website: http://www.ebrafim.com

Via iCrowdNewswire
Tags: Wire
View Related News >