Câncer ósseo atinge milhares de pessoas por ano – iCrowdNewswire
 
x

RSS Newsfeeds

See all RSS Newsfeeds

Jul 13, 2018 7:00 PM ET

Subject to Terms of Use.

Câncer ósseo atinge milhares de pessoas por ano

iCrowdNewswire - Jul 13, 2018

Durante todo o mês de julho é feita a conscientização sobre o câncer ósseo, tipo de tumor considerado raro por muitos especialistas, pois corresponde entre 1% a 1,5% de todos os tipos de cânceres no geral. O Hospital Santa Genoveva chama a atenção para este tipo de tumor, que é pouco falado, com o objetivo de informar sobre a doença para que as pessoas se previnam.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), existe a estimativa para 2018 de mais de 600 mil novos casos de cânceres, em geral. Além disso, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), surgem no Brasil, aproximadamente, 2.700 novos casos de câncer ósseo por ano.

Para o oncologista do Hospital Santa Genoveva, Rodolfo Gadia, a campanha de conscientização sobre o câncer ósseo é de extrema importância, visto que é o tumor mais raro. “Como todas as campanhas relacionadas aos vários tipos de tumores malignos, a conscientização e esclarecimentos sobre os sintomas iniciais e diagnósticos são de extrema importância, pois aumenta as chances de cura em 70%, dependendo do caso, ou sobrevida em até cinco anos”, disse.

“Os tumores ósseos primários representam a quarta causa de câncer em pacientes pediátricos, ficando atrás apenas das leucemias, linfomas e tumores cerebrais. É o responsável, atualmente, pelos maiores índices de óbito nesta faixa etária”, completa o oncologista.

Segundo o médico, as causas do câncer ósseo são, na maioria dos casos, desconhecidas, apesar de existir os fatores genéticos, como ter acometido parentes próximos (pais ou irmãos). “Os grupos de pessoas que apresentam maior risco para o desenvolvimento da doença são as crianças, adolescentes e adultos muito jovens. Além disso, pode acometer pacientes que receberam radioterapia no passado, histórico de Doença de Paget, pacientes que tiveram retinoblastoma hereditário (um tipo de câncer no olho) e portadores de doenças genéticas, como a Li-Fraumeni”, afirma Rodolfo.

“O osteossarcoma é o tipo mais comum de câncer ósseo e depois da leucemia e dos tumores cerebrais, é o terceiro câncer mais comum em adolescentes”, finaliza Gadia.

Quais os principais sintomas?

1- Dor nos ossos, que no início pode não ser constante;2- Inchaço das articulações, principalmente nos joelhos e cotovelos;3- Ossos frágeis, que se quebram facilmente;4- Como na grande maioria dos tumores malignos, pode ocorrer perda de peso sem razão aparente, cansaço intenso e febre esporádica.

Quais os tratamentos?

Os tratamentos podem incluir quimioterapia e radioterapia ou uma combinação de várias terapias, além da possibilidade de cirurgia radical. Mas, como é um tumor complexo, em muito dos casos, é preciso aliar todas as modalidades de tratamento dentro da oncologia para garantir os melhores resultados.

Primeiro no Transplante de Medula Óssea

O maior complexo hospitalar privado de Uberlândia foi o responsável, em março deste ano, pelo primeiro Transplante de Medula Óssea na cidade. O procedimento foi realizado em uma paciente que recebia tratamento de um câncer no sangue, o Mieloma Múltiplo. Desde então, já foram realizados 10 transplantes.

Para receber autorização de realização do procedimento, foram feitas adequações físicas nas instalações do Hospital, que passou por uma série de avaliações do Ministério da Saúde e Serviço Nacional de Transplantes, com a criação de quatro novos leitos para que se pudesse oferecer este serviço. Os quartos, em setor de isolamento, contam com filtragem de ar com filtro HEPA, que remove vírus, bactérias ou fungos, além de filtros no sistema de água e chuveiros.

O Santa Genoveva tem o objetivo de tratar o paciente com câncer em sua integridade, oferecendo tratamento completo, desde exames de imagem, centro cirúrgico para realização de biópsias ou cirurgias, unidade de internação, centro de quimioterapia e agora Transplante de Medula Óssea. Conta com enfermaria própria, com quatro leitos exclusivos para a realização do procedimento, enfermagem especializada e privativa, além de nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas e estomatologista.

Um setor exclusivo aos pacientes de oncologia Buscando trazer para Uberlândia o que tem de mais moderno em tratamentos médicos, foi implantando no final de 2016, o Setor de Oncologia, que tinha como meta inicial atender 50 pacientes nos primeiros seis meses. Hoje, mais de ano depois, já são aproximadamente 120 em tratamento.

Foi investido mais de R$ 1 milhão em expansão, reforma e adequação para receber pacientes em tratamento com quimioterapia. Os investimentos foram utilizados em tecnologia, infraestrutura das instalações e capacitação para proporcionar mais conforto aos pacientes.

A criação desse serviço no hospital, ampliou a área de atuação com a garantia de privacidade no atendimento, com dez leitos individuais de quimioterapia. Além disso, o Setor é localizado dentro do Hospital, o que traz mais segurança aos pacientes para que, caso necessitem, tenham acesso a toda uma estrutura de internação e realização de exames, incluindo Unidades de Tratamentos Intensivos (UTIs) e um moderno centro cirúrgico, como a Sala Híbrida.

Website: http://www.santagenoveva.net

Via iCrowdNewswire
Tags: Wire
View Related News >