Netskope é apontada pela IDC como líder em CASB (Cloud Access Security Broker) para segurança na nuvem – iCrowdNewswire
 
x

RSS Newsfeeds

See all RSS Newsfeeds

Dec 7, 2017 1:40 PM ET

Netskope é apontada pela IDC como líder em CASB (Cloud Access Security Broker) para segurança na nuvem

iCrowdNewswire - Dec 7, 2017

A Netskope, líder em segurança na nuvem, anuncia que foi apontada líder em gateways de segurança na nuvem (CSG) em relatório recente do IDC MarketScape. Um gateway de segurança em nuvem, também conhecido como um operador de segurança de acesso à nuvem (CASB), foi definido com os seguintes requisitos: a solução deve oferecer um serviço local e/ou em nuvem focado no gerenciamento em tempo real e monitoramento de atividades entre usuários finais e vários ambientes públicos SaaS e/ou IaaS destinados a fornecer proteção às empresas.

Dentre os outros requisitos solicitados para ser reconhecida como líder estão: a solução deve ter pelo menos US$ 10 milhões em receita organizacional mundial nos 12 meses anteriores, com pelo menos US$ 5 milhões em um produto/plataforma CSG (Cloud Security Gateway). A solução deve ter operações mundiais nas Américas, EMEA e APAC. A solução deve oferecer pelo menos quatro das seguintes funções aplicadas aos usuários corporativos que acessam vários ambientes públicos SaaS/IaaS: visibilidade de identidade; visão profunda da aplicação; monitoramento de atividades; monitoramento de conteúdo; implementação de políticas e comunicações criptografadas.

O IDC MarketScape exige detalhamento de cada uma das funções. Para receber o título são necessários atender:
• Visibilidade da Identidade: o usuário é um ponto final crucial em arquiteturas baseadas em nuvem. Normalmente, os CSGs (Cloud Security Gateway) não armazenam e gerenciam usuários, mas eles devem consumir informações de identidade para usar para monitoramento e implementação de políticas;
• Visão profunda da aplicação: seguindo uma tendência iniciada há alguns anos atrás, o CSG deve entender múltiplos aplicativos de nuvem pública em um nível funcional granular, com ou sem APIs publicadas;
• Monitoramento de atividades: os CSGs acompanham as ações e transações que ocorrem entre usuários e aplicativos em nuvem para entender as atividades típicas e anômalas e proporcionar a oportunidade de agir para qualquer atividade considerada inapropriada;
• Monitoramento de conteúdo: além de atividades de rastreamento, os CSG acompanham o ciclo de vida de conteúdo estruturado e não estruturado para identificar locais e ações sensíveis em todo o ambiente da nuvem;
• Aplicação de políticas: as CSGs devem estar em condições de tomar medidas associadas à monitoração de atividades e conteúdo. Eles devem ter uma interface para desenvolver políticas sobre os recursos em jogo e incorporar mecanismos para notificar, alertar, bloquear, redirecionar e/ou disfarçar (por exemplo, criptografar) com base em resultados;
• Comunicações criptografadas: os CSG devem poder fornecer criptografia básica de comunicação ao longo de todo o caminho entre usuários e aplicativos / serviços.

A Netskope foi um dos doze fornecedores de CSG / CASB avaliados em critérios que abrangem funcionalidade, entrega e capacidade para atender às necessidades dos clientes, a posição financeira e a inovação. O modelo IDC MarketScape coloca os fornecedores avaliados em dois eixos: capacidades e estratégias, sendo a categoria ‘Líder’ definida como aquela colocada mais à direita e à parte superior do quadrante.

Este relatório mostra como organizações grandes e pequenas aceleram a adoção de fornecedores CSG/CASB como a Netskope. Com a necessidade de encontrar e proteger as vulnerabilidades de TI, além de impor controles de segurança adicionais a serviços de nuvem com suporte de TI, como Microsoft Office 365, Google G Suite, Box, Salesforce, Amazon Web Services (AWS). Mais e mais, as organizações estão se movendo para a nuvem, armazenando dados confidenciais em inúmeros serviços na nuvem.

O relatório IDC MarketScape comenta que “os CSGs provavelmente se tornarão a solução principal de segurança para qualquer organização que seja fortemente dependente de ambientes em nuvem, em particular, soluções públicas SaaS. Ainda, o forte e crescente uso de soluções como o Office 365, salesforce.com, Dropbox, Box.com e Google Apps, etc intensificam a necessidade de proteção na nuvem. Quanto mais robusto e complexo o ambiente de nuvem, mais necessário será um CSG para promover um gerenciamento de segurança eficiente e efetivo”.

Para acessar o relatório IDC MarketScape, leia aqui < https://www.netskope.com/lp/idc-marketscape-worldwide-cloud-security-gateways-2017-vendor-assessment/>.

Via iCrowdNewswire
Tags: , Wire
View Related News >