O programa de TV dá aos computadores uma vantagem na resolução de problemas – iCrowdNewswire
 
x

RSS Newsfeeds

See all RSS Newsfeeds

Global Regions

United Kingdom ( XML Feed )

Nov 14, 2017 2:20 PM ET

O programa de TV dá aos computadores uma vantagem na resolução de problemas

iCrowdNewswire - Nov 14, 2017

Cientistas de Edimburgo estão treinando computadores para resolver problemas usando episódios de um popular drama de crime de TV.

Pesquisadores da Escola de Informática ensinaram máquinas artificialmente inteligentes para estudar o show CSI e identificar o perpetrador em cada caso.

A pesquisa buscou habilitar as máquinas para resolver um problema ao assimilar informações de imagens, áudio, diálogo transcritos e descrições de cenários.

Tarefas difíceis

Os pesquisadores estudaram se e como as máquinas artificialmente inteligentes podem resolver problemas que são desafiadores para os seres humanos.

O modelo de computador processou dados em várias formas – faladas, visuais ou textuais – conforme o enredo de cada episódio se desenvolveu.

Problemas complexos

Os cientistas projetaram seu modelo de computador para resolver problemas arbitrários com base na aquisição de dados.

Tais dispositivos podem desempenhar um papel no desenvolvimento de algoritmos eficientes para tarefas do mundo real que exigem um raciocínio complexo, dizem os pesquisadores.

Processamento de dados

Cientistas da Universidade de Edimburgo mapearam imagens, roteiros e sons de fundo de cinco estações do show em um formato legível por máquina.

Os dados foram introduzidos em um modelo de computador que aprendeu a processar a trama à medida que cada episódio se desenrolava, revisando continuamente a identidade do criminoso.

O computador identificou corretamente o perpetrador durante a parte final de um episódio 60 por cento do tempo.

As pessoas que assistiram os mesmos shows conseguiram identificar quem era responsável por 85% do tempo, descobriu o estudo.

Resolvendo casos

A série americana Crime Scene Investigation, ou CSI, começou em 2000 e correu por 15 temporadas.

Os cientistas ensinaram as máquinas a abordar a solução dos crimes da mesma forma que as pessoas – considerando quais personagens podem ser responsáveis ​​por seu comportamento à medida que a trama se desenrola.

O estudo, publicado nas Transações da Associação para Lingüística Computacional, foi financiado pelo Conselho Europeu de Pesquisa e pela H2020.

Prontigar o perpetrador em um programa de TV é uma tarefa muito difícil para os computadores, mas o nosso modelo foi bem animador. Esperamos que nossas descobertas ajudem o desenvolvimento de máquinas que possam levar a bordo – e fazer sentido – grandes fluxos de informações em tempo real.

Contact Information:

Dr Lea Frermann

View Related News >